Cultura Digital, Inovação e Educação formam tripé de seminário na Unigranrio

A Unigranrio realizou II Seminário de Cultura Digital, Inovação e Educação, ocorrido recentemente no Centro de Pós-Graduação e Pesquisa da Unigranrio organizado pelo grupo de Pesquisa Linguística Aplicada, Tecnologias e Educação (LATED), do Programa de Pós-Graduação em Humanidades, Culturas e Artes (PPGHCA. O evento teve apoio da Faperj por meio do projeto Jovem Cientista do Nosso Estado, cuja comissão organizadora foi formada pelo líder do grupo de pesquisa, Márcio Luiz Corrêa Vilaça (do PPGHCA e do curso de Letras), e Daniele Fortuna, do PPGHCA e curso de Jornalismo da Unigranrio.

Tecnologia educacional influencia no processo de ensino

Ao todo, foram apresentados 60 trabalhos de diferentes instituições do Estado do Rio de Janeiro e, ainda, do Amapá, sobre temáticas já citadas acima, além de uso de aplicativos e dispositivos na educação, metodologias ativas, letramento digital, formação de professores, multiletramentos, educação on-line, Direito na era digital, educação a distância, comunicação e outros.

Metodologia de trabalho científico eleva número de trabalhos aprovados nesse Seminário

O Seminário proporcionou oito sessões de comunicações orais, com presença de professores, pesquisadores e estudantes de diferentes instituições de ensino superior e das redes públicas de educação. Os organizadores informam que foram aprovados 60 trabalhos entre as seguintes instituições: Unigranrio, UFRJ, UERJ, Faetec, Cefet-RJ, SME-DC, prefeitura do Rio de Janeiro e Colégio Pedro II. O Amapá foi representado por dois pesquisadores do Instituto Federal do Amapá, Viviane Moraes de Melo e Adriano Santana de Araújo.

Comentários