Rio de Janeiro para turistas e residentes: um novo olhar

Núcleo de Pesquisa em Turismo da Unigranrio realizou evento no Museu Histórico Nacional sobre inovação no turismo do Rio de Janeiro

Nesta última terça-feira (29/10), o Núcleo de Pesquisa em Turismo da Unigranrio (NPTU) promoveu  o ‘II Encontro de inovação em turismo: integração entre academia, mercado, setor público e sociedade civil’, no Museu Histórico Nacional, Centro do Rio de Janeiro, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj). O evento teve como objetivo estimular a interação entre diferentes atores de turismo, com 200 participantes, entre empresários, gestores públicos e representantes da sociedade civil, a fim de discutir e sugerir alternativas para retomada do turismo no Rio de janeiro, em especial nas áreas da Zona Portuária, Centro, Zona Sul e Zona Oeste.

Arody Herdy, reitor da Unigranrio, abriu o evento no Centro do Rio com a frase ‘Ir além da sala de aula’, ao mencionar que “essa universidade tem como uma de suas metas participar de forma coadjuvante na solução de problemas da sociedade brasileira"

Pró-Reitora da Unigranrio, Nara Pires, abre discurso com ênfase na importância dos programas de mestrado e doutorado

 Nara Pires, pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Unigranrio (Propep), também enfatizou que a Unigranrio mantém programas de mestrado e doutorado em Administração, que têm uma das linhas de pesquisa voltada ao turismo. A pró-reitora da Propep citou, como exemplo, que cidades como Paris e Nova York investem em campanhas para melhorar a imagem dessas metrópoles, e que esta deve ser uma ação cada vez mais adotada no Rio de Janeiro. Veja mais no vídeo a seguir.

Marcos Neme, diretor de operações do StartupRio e assessor da diretoria de tecnologia da Faperj, elogiou o resultado desse encontro, que teve apoio da Faperj. Veja mais no vídeo a seguir

Núcleo de Pesquisa em Turismo da Unigranrio, coordenado pela cientista Deborah Moraes Zouain, promove debate sobre turismo após Jogos Olímpicos

Segundo Deborah Zouain, (doutora em Engenharia de Produção (COPPE/UFRJ), pós-doutora pela UFF),  “há necessidade de maior debate e estímulo à aproximação desses diferentes atores em prol da inovação em turismo. O evento que realizamos no Rio contribuiu para o fortalecimento das redes de negócios, assim como para o desenvolvimento de uma mentalidade de mudança, seja no curto, médio ou longo prazo”.

O encontro teve outras participações importantes

Carlos Rodrigues, professor da Universidade de Aveiro (Portugal); Geíza Rocha, do Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico da Alerj; Carlos Costa, diretor do Departamento de Estudos Econômicos e de Turismo; Raquel Sztejnberg (Superunion/WPP); Flávia Souza (IED); Kaarina Virkki (Núcleo de Pesquisa em Turismo da Unigranrio) e Tálita Uzeda (Grupo Cataratas).

Turismo tem que ser visto como lição de casa

O evento sobre turismo rendeu muitas ideias que podem ajudar na identificação de gargalos e, ainda, de propostas que serão catalogadas pelo NPTU, coordenado pela professora Deborah Moraes Zouain. Estudo realizado por esse Núcleo  (2018) aponta a necessidade de se trabalhar o turismo não apenas para quem visita o Rio de Janeiro, mas também para quem vive nessa cidade. Veja a seguir seu depoimento em vídeo.

Pesquisadores buscam alternativas para melhoria do turismo através de metodologia Design Thinking

II Encontro de inovação em turismo ofereceu conferências e oficinas com palestrantes da Unigranrio, de Porto Alegre, de instituições cariocas e, ainda, de Portugal. Um dos sucessos dessa jornada foi o laboratório de ideias para melhoria do turismo interno, através de metodologia Design Thinking e de mesas redondas temáticas.

Ações conjuntas entre rede hoteleira, restaurantes e promotores de eventos deram visibilidade ao fórum de turismo

A necessidade de fomento a ações integradas entre diferentes segmentos de turismo torna-se cada vez mais importante para inovação de produtos e serviços turísticos,  como afirmou Paola Lohmann, doutoranda em Turismo pela Universidade de Aveiro (Portugal) e pesquisadora do NPTU. “Há muito o que fazer, mas nesse encontro vimos que há necessidade de estimular o turismo na cidade, com diferentes atores, a exemplo de rede hoteleira, restaurantes e promotores de eventos. Outra prioridade é investir em segurança, onde a sociedade civil e poder público possam propor logística para vinda de novos turistas”, justifica Paola. Veja o depoimento dela em vídeo.

Paola Lohmann: “Somos todos turistas, somos todos locais. Os residentes devem conhecer melhor os diferentes territórios da cidade”

Paola Lohmann informa sobre sua pesquisa como doutoranda: “É muito importante também oferecer produtos e serviços turísticos para residentes do Rio de Janeiro. Somos todos turistas, e os residentes devem conhecer melhor os diferentes territórios da cidade. A burocracia do setor público é um dos entraves para o desenvolvimento de projetos em conjunto em turismo. As universidades devem investir mais nas áreas de empresa júnior e incubadora de turismo”.

Paola argumenta que não é só qualificar universitário para entrar no mercado de trabalho, mas também para saber como empreender

“Na minha pesquisa, 66% dos residentes cariocas entrevistados nunca se hospedaram em algum hotel na cidade do Rio de Janeiro. Na pergunta “se o residente carioca indicaria essa cidade para turistas brasileiros ou estrangeiros”, apenas 7,5 (média) afirmaram que sim”. Mesmo com todos os problemas que essa cidade tem relacionado quanto à segurança, necessidade de qualificação de mão de obra e  estruturação do serviço turístico, o Rio continua com o título de Cidade Maravilhosa, desejada por turistas e residentes.

Clarice Lamb, da Secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico de Porto alegre, descreveu sobre “Pacto Alegre”, movimento que busca transformar Porto Alegre em uma referência na área de inovação, com base na sociedade civil organizada, envolvendo empresários, acadêmicos, cidadãos e atores públicos inquietos com o futuro. Veja mais no depoimento em vídeo.

Parceria da Unigranrio com ‘The Emirates Academy of Hospitality Management’, em Dubai, proporcionará mão dupla nos objetivos de turismo

O Núcleo de Pesquisa em Turismo também amplia seus estudos e ações voltados ao exterior, porque faltam campanhas de promoção da cidade no exterior, após a Olimpíada realizada no Rio de Janeiro. O curso que a Unigranrio realizará em Dubai, em parceria com ‘The Emirates Academy of Hospitality Management’, uma das 10 melhores escolas de gestão em hospitalidade do mundo, abre diálogo para melhoria do turismo em nosso país. Saiba mais sobre esse curso que ocorrerá de 24 de janeiro a 1º de fevereiro de 2020. Veja mais em https://hubs.ly/H0jB-rR0

Comentários